Baixar - New Super Mario World 1: The Twelve Magic Orbs

Autor: G.D
Saídas: 112 saídas
Emulador usado: SNES9X 1.57
"Um rei da pesada roubou doze esferas mágicas para dominar o mundo. Parece que esse é o momento perfeito para o encanador mais carismático aprontar altas confusões!"

Famosa entre os youtubers e aclamada pela comunidade, NSMWTTMO foi uma das primeiras grandes hacks de G.D, um usuário até então polêmico (por diversos motivos). Se você andou buscando alguma hack de Super Mario World entre 2016 e hoje, é bem provável que essa belezinha aqui já tenha surgido na tela do seu navegador. Mas será que essa hack é realmente tudo que dizem ou é mais um caso semelhante ao mito de Narciso? 
"Altas confusões nos aguardam!"

Sem sombra de dúvida, a estética é o ponto forte da hack. O nosso querido vanilla, acompanhado de gráficos de outros jogos do bigodudo ilustram uma longa e difícil jornada. A trilha sonora embeleza os cenários (um destaque para as faixas de Crash Bandicoot, portadas pelo próprio autor). O mapa recebeu várias decorações e curvas atraentes, deixando visível o enigma da próxima fase. E falando em fase, a hack apresenta uma nova HUD, semelhante ao SMB3.

"Rapaz, a coisa tá ficando feia, viu?"
Durante sua jornada em busca das benditas orbs, você irá encontrar dezenas dos mais variados poderes da franquia. Alguns levels possuem mecânicas próprias e inimigos posicionados em locais estratégicos, tornando o desafio ainda maior. Se você se considera um explorador de verdade, arrisque-se encontrando as saídas secretas (e irá acabar encontrando uma Star Coin também!). Pra deixar a jornada mais tranquila, a hack possui um sistema de autosave bastante útil caso você queira farmar poderes pelo caminho.

"Parece que o sol acordou do lado errado da cama, yay!"
Infelizmente, nem tudo é o que parece ser. Apesar de esbanjar carisma, a hack esconde alguns erros de Level Design, como péssimo posicionamento de inimigos (diminuindo assim as chances do player se esquivar), momentos em que você depende da sorte (como em um certo trecho de uma torre, onde as rochas despencam do céu de forma aleatória) e ausência da curva de dificuldade progressiva (dificuldade aumenta conforme você destrava novos mundos).

Entretanto, é possível perceber que o jogo te força a abusar dos powerups, em uma tentativa de justificar tais erros. Algumas fases são realmente longas e se você não estiver bem equipado (quero dizer, com duas flores de gelo) você vai ficar a mercê da tentativa e erro. E mesmo que você esteja armado até os dentes, nada vai te salvar daquele inimigo que surgiu do nada devido a uma escolha mal-intencionada do autor.
"Tá pegando fogo, bicho!"
Dificuldade: 4/5
A falsa dificuldade te obriga a jogar com savestates, o que é péssimo.
Jogabilidade: 6/10
Apesar da imensa variedade em mecânicas, inimigos mal posicionados atrapalham a diversão. 
Gráficos: 7/10
É o clássico que todos conhecem, porém mais colorido.
Músicas: 8/10
Uma mistura ousada de Crash Bandicoot e outros sucessos.
Mapa: 7/10
Mapas bem decorados que cumprem bem o seu papel.
Criatividade: 5/10
Um plot extremamente básico, mas funcional.

Nota: 7.5/10
Uma hack até então divertida, mas difícil pelos motivos errados.
Vamos torcer para que a continuação seja melhor.

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 Comments: